home contato

 

Exames Contrastados

 

ESTUDO RADIOLÓGICO DO INTESTINO DELGADO

Também denominado de trânsito delgado ou trânsito do intestinal delagado.

 

PREPARO DO PACIENTE PARA O EXAME

Para realização de um trânsito delgado é aconselhável que o paciente esteja em jejum por aproximadamente 12 horas (ao longo da noite).

 

REALIZAÇÃO DO EXAME

Esse exame é realizado utilizando-se o sulfato de bário como meio de contraste. Consiste no estudo da dinâmica do trânsito do intestino delgado (jejuno e íleo), e também da elasticidade parietal e da mucosa. O exame tem início com a realização de uma radiografia simples de abdome em ântero-posterior (AP). Após a análise dessa radiografia pelo médico radiologista, o paciente deve ingerir inicialmente dois copos de aproximadamente 150 ml cada, de meio de contraste (sulfato de bário) , sendo realizada uma radiografia do abdome em ântero-posterior (AP) cerca de 15 minutos após o final da ingestão do meio de contraste. A radiografia é analisada pelo médico radiologista e o exame prossegue com radiografias panorâmicas do abdome em ântero-posterior (AP) ou póstero-anterior (PA) a cada vinte ou trinta minutos, até a chegada do contraste no ceco/ colo ascendente. Podem ser acrescentados segundo a avaliação do médico radiologista, mais dois copos de 150mL, cada de meio de contraste (sulfato de bário), cerca de 30 minutos após a ingestão dos dois primeiros. Quando é observado meio de contraste no ceco/colo ascendente, deve ser realizada uma incidência localizada do íleo terminal. Essa incidência deve ser realizada com compressão para que o íleo terminal apresente-se dissociado (sem superposição) das outras alças - (Fig.18.7a 18.7b )

 

 

 

 

 

 

 

 

Figuras 18.7- Radiografias do Intestino Delgado

 

 

Figuras 18.7b- Anatômia radiografia do Intestino Delgado

1-Estômago; 2- Duodeno- parte superior (bulbo duodenal) ;3- Duodeno- parte descendente; 4- Duodeno parte horizontal; 5- jejuno; 6- Ìleo; 7-Ìleo terminal; 8- Ceco;9- Colo Transverso

Esse exame também pode ser realizado com duplo contraste, com a introdução do meio de contraste (sulfato de bário) e de uma solução de carboximetilcelulose através de uma sonda enteral. A realização desse tipo de exame requer um preparo intestinal prévio específico. È muito importante que o paciente seja orientado acerca do ressecamento provocado pelo sulfato de bário nas fezes.

Fonte: Técnicas Radiográficas - Princípios Radiográficas , Anatomia Básica e Posicionamento
1ª Edição- 2003  Rubio Editora- Antonio Biasoli Jr. O contéudo usado foi autorizado pelo autor.

 

 

 

incio